sábado, 28 de fevereiro de 2009

Música!!!!!


Sobre Roberta Sá...

Uma cantora com a musicalidade, o conhecimento e o gosto de Roberta Sá, e com sua precoce maturidade técnica, não precisa de motivo para cantar. Canta porque gosta, o que gosta (música brasileira!) e para quem gosta. Pronto. Mas neste seu segundo CD, Que belo estranho dia pra se ter alegria, Roberta tem também, e nitidamente, outra intenção: a de mostrar que a sua (nossa) tão amada canção brasileira continua viva, atual, interessante. Roberta parece querer dar a sua visão do que seria o contemporâneo na música popular brasileira. Ambição que, evidentemente, vem espalhada nas canções, sem comprometer a fluidez desinteressada delas.


Braseiro, primeiro CD de Roberta Sá em 2004, era um cartão de visita, uma declaração de intenções de uma cantora para com a música brasileira. Que belo estranho dia pra se ter alegria, que dá continuidade à sua parceria com o selo MP,B (Universal Music) e com o produtor Rodrigo Campello, é o mergulho dessa cantora, cada vez mais amadurecida, no agitado mar de seus contemporâneos, quer nos temas, quer nas formas, quer nos parceiros. O resultado é belo e estranho como bela e estranha sempre foi a música brasileira.


Aí uma de suas músicas..


"A flor e o espinho"


Tire o seu sorriso do caminho

Que eu quero passar com a minha dor

Hoje pra você eu sou espinho

Espinho não machuca a flor.

Eu só errei quando juntei minh'alma a sua

O sol não pode viver perto da lua.

É no espelho que eu vejo a minha mágoa

A minha dor e os meus olhos rasos d'água

Eu na sua vida já fui uma flor

Hoje sou espinho em seu amor.



cantora muito massa!
beijosssssssss e comentem!

2 comentários:

  1. Oi amor...
    música interessante!!!!
    adorei, blog maneiro ehheheheheh

    te amo, beijooopos

    ResponderExcluir